28 de agosto de 2010

Pelo fim do apelo visual

Faço aqui um apelo ao fim da combinação de cores extravagantes somado a poluição sonora. Já basta na Copa do Mundo termos de aturar aquelas malditas vunvunzelas e gritos e buzinas e bandeiras verde e amarelas  e outras por todo canto e agora pior ainda, as eleições se aproximando e os políticos espalham posteres, outdoors, bandeiras, panfletos e carros de som com aquelas músicas irritantes em qualquer hora do dia. Ora, seu time não vai ser melhor por causa do barulho que você faz, e nem a opinião pública se altera na base saturação de propaganda. O gestores de propaganda talvez estejam tentando criar um "efeito RESTART" para os candidatos: Querem induzir os eleitores a vestir as suas camisas (ou calças), a cantar as musiquinhas alienadamente, e claro, a votar neles. Deveriam proibir toda essa putaria. E quanto as próprias bandinhas coloridas do momento, essas eu não critico; é uma questão de preferência, ninguém é obrigado a aturar e duvido que alguém colocaria uma música dessas criaturas no máximo volume. Mas tem outra coisa, como diria um professor meu: Os Teletubies e o Tiririca são coloridos a mais de 10 anos e são tachados como ridículos e esse bando de bobos alegres veste uma calça amarelo-banana e acreditam estar "apavorando".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...